Automação industrial – Como implantar na sua fábrica?

Seja para iniciar um projeto ou atualizar a automação industrial existente, alguns conceitos devem ser levados em conta para garantir o sucesso do projeto de automação industrial. Antes de iniciar quaisquer atividades devem-se planejar as intervenções na fábrica, montar uma ótima equipe, especificar os equipamentos e estabelecer testes para maximizar o sucesso dos trabalhos.

Veja a seguir e aprenda as principais etapas necessárias para maximizar o sucesso da implantação da automação industrial. Boa leitura!

Planejamento de paradas

Antes de fazer qualquer intervenção física na fábrica, ou comprar equipamentos, avalie o período de parada por áreas, controle os riscos, estabeleça o cronograma com alto grau de detalhamento, escolha os fornecedores e trabalhe no engajamento da equipe interna para evitar atrasos e custos desnecessários.

Dependendo do grau de intervenção, alguns equipamentos ficarão indisponíveis, como por exemplo, motores que podem ter seus painéis de comando adaptados, acréscimos ou trocas de transmissores em tubulações, paradas localizadas em atendimento aos requisitos de segurança.

Considere no seu planejamento estocar insumos e produtos finais para atender acordos comerciais com uma margem de 20 a 30% de folga ou com quantidade suficiente para atender uma semana adicional de atraso ao período estabelecido no cronograma. Como plano de contingência considere comprar de terceiros esses itens em caso de atrasos imprevistos. Embora estes eventos tenham um custo considerável, eles não são impeditivos para a realização do projeto de automação industrial, pois outros eventos do cronograma terão seus prazos cumpridos, e o custo do contingenciamento é diluído ao longo do projeto.

Formação da equipe

Mesmo que o fornecimento seja no modelo Turn-Key (muito usado em projetos maiores, desde a fase de projeto até o início da operação, pronto para o uso), ou fornecimentos por especialidades com várias empresas fornecedoras, é importante que a equipe não fique restrita apenas ao fornecedor, escolha um gerente de projeto interno para acompanhar o cumprimento de todo o escopo de fornecimento, juntamente com suporte interno como profissionais de T.I., engenharia de algumas especialidades, etc…

Dê atenção especial na escolha do gerente de projeto que deverá gerenciar o plano, cumprimento do cronograma do projeto e escopo, e garanta que toda a equipe compreenda os objetivos do projeto, as intervenções necessárias e saibam claramente seus respectivos papéis e responsabilidades.

Especificação de equipamentos

Para melhor retorno do investimento em automação industrial, os equipamentos devem ser corretamente especificados. É recomendado não se basear exclusivamente na especificação dos fabricantes, que por motivos óbvios visam maximizar as vendas, e oferecem em algumas ocasiões equipamentos bons mas superdimensionados para a necessidade da sua fábrica.

Uma boa estratégia é contratar uma empresa integradora de sistemas para a especificação da instrumentação e hardwares/softwares de automação industrial, que são itens de maior valor agregado. A integradora de sistemas tem os conhecimentos necessários das melhores estratégias levando em conta critérios como ampliações futuras, redes de comunicação, segregação de painéis de automação e de controle, melhores tecnologias de instrumentos de processo, etc…

Preservação dos equipamentos

Parte essencial do sucesso, a equipe deve dar muita atenção à forma que os equipamentos são transportados e embalados, pois podem sofrer avarias durante o trânsito até a sua fábrica, devido a vibrações que podem danificar componentes eletrônicos. O ambiente físico onde os equipamentos serão armazenados deve ser controlado contra poeira, altas temperaturas, umidade, etc…

Antes de instalar o novo sistema de automação na sua instalação solicite ao integrador de sistemas que faça testes nos equipamentos, para assegurar que tudo esteja funcionando como combinado.

Treinamento de operação e manutenção

Uma das formas de treinamento mais eficientes é colocar a equipe de operação e manutenção para acompanhar todas as etapas de instalação da automação industrial. Essa decisão além de minimizar os riscos, aumenta a capacitação da equipe e gera maior engajamento, com promotores internos da causa. Esse acompanhamento prático do novo jeito de operar potencializará a retenção de conhecimentos mais detalhados durante o treinamento teórico.

Considere no orçamento a operação assistida pelo fornecedor, ocasião que os serviços de montagem já terão encerrados, e o tempo será dedicado mais para pequenos ajustes e intervenções em caso de paradas por falhas. Nesse período toda a equipe de operação e manutenção terá a oportunidade de tirar dúvidas, aprender conceitos de boas práticas de operação e manutenção, o que reforçará a capacitação de toda a equipe.

Tomando os cuidados descritos acima, a instalação da automação industrial de sua fábrica será suave e bem sucedida, e você terá um sistema completamente novo e flexível.

E você? Utiliza algum PLC? Está pensando em implementar um na sua empresa? Então, entre em contato conosco agora mesmo e tenha os melhores profissionais à sua disposição!

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais, basta clicar em um dos botões abaixo…

By | 2017-12-29T16:19:15-02:00 15 de abril de 2017|Categories: Automação industrial|Tags: , , |0 Comments

Leave A Comment

Send this to a friend