O que é IHM? Descubra aqui

A automação depende de sistemas robustos e flexíveis. Quanto mais flexíveis, maior será a interação entre os dispositivos, o que os tornará mais inteligentes e eficientes. Tais equipamentos podem ser elétricos, mecânicos, pneumáticos, etc.

Será responsabilidade deles mesmos o processo de identificação de peças, de continuidade, de acionamentos e de interação com softwares. Porém, é necessário que pessoas também interajam com esses ativos, de maneira que possam ser operados de maneira remota.

E a IHM vem para tornar essa interação uma realidade e uma das principais ferramentas da automação industrial atual. Quer descobrir o que é IHM e quais são suas vantagens? Continue a leitura!

O que é IHM?

Conhecida como interface homem-máquina (ou interação homem-máquina), trata-se de uma aplicação em uma tela, que facilita e torna mais eficiente a comunicação entre pessoas e máquinas.

Para entender melhor do que se trata, é só pensar na forma como você se comunica com um caixa eletrônico. Se quiser sacar algum dinheiro, é possível visualizar botões na tela, clicar e solicitar o saque.

A tela do caixa eletrônico é, neste caso, a IHM. Sem ela, você teria que interagir diretamente com bancos de dados, o que envolveria linguagens de programação, a fim de gerar ações. Dessa forma, a tela facilita sua comunicação com a máquina, com uma visualização prática, janelas com mensagens de fácil compreensão e animações.

A IHM deve ser pensada de maneia que qualquer usuário compreenda seu uso e seja capaz de executar funções sem muitas dificuldades. Resumindo: com a IHM, ninguém precisa ter noções de programação para operar algum sistema.

Quais os usos da IHM?

Na indústria, as IHMs têm três tipos básicos de utilização. Geralmente, após desenvolver a programação do Controlador Lógico Programável (CLP), você deve analisar quais os requisitos necessários ao sistema e escolher uma das seguintes opções:

Substituição de botoeiras

Antes do surgimento das IHMs e do CLP, o controle dos sistemas era realizado por meio de botoeiras e LEDs em imensos painéis elétricos. Mas a quantidade de informações e operações nesse método causava ociosidade, dificuldade de manutenção e baixa produtividade. 

Assim, essa interface tem como objetivo a substituição de botões liga/desliga, chaves, painéis ou qualquer dispositivo que exerça as funções de controle e sinalização. A eliminação destes dispositivos gera uma tela com representações visuais de fácil compreensão de tais componentes.

Como se trata de uma solução simples, há somente botões, textos, números e talvez gráficos modestos. Por não apresentar funções como armazenamento de dados ou acesso remoto, o custo é baixo, sendo bem simples programar e fazer a manutenção — o que é ideal para pequenas aplicações.

Tratamento de dados

Também chamada de Embedded, nome do sistema operacional em que é configurada, essa IHM é utilizada em ambientes que necessitam de monitoramento e feedbacks constantes. Diferentemente da substituta de botoeiras, essa já vem equipada com memórias robustas e cartões SD.

Sendo totalmente programável e customizável, esse método oferece recursos gráficos e touch mais expressivos do que os da anterior, em uma ou várias telas. A comunicação do dispositivo pode ocorrer a partir de portas Ethernet e serial, transitando entre vários protocolos.

Supervisão

Quando os sistemas são mais complexos e têm muitos componentes, as IHMs para supervisão são as mais indicadas. Das três, essas apresentam melhores resultados em conectividade, acesso remoto, gráficos e flexibilidade.

Baseadas em PC, elas são usualmente desenvolvidas de forma que o computador se torne apenas o hospedeiro em que a aplicação é instalada e executada, fornecendo muito mais recursos do que as anteriores.

Trata-se do método mais caro, pois é preciso incluir as licenças do sistema operacional e do software SCADA, além de outras funcionalidades (como banco de dados). O computador hospedeiro também deve contar com boa capacidade de memória, processamento adequado e placa de vídeo com alto processamento para recursos gráficos.

De modo geral, a IHM permite que a pessoa monitore, gerencie e analise informações, a fim de verificar se algo pode ser melhorado. A partir dela, é possível ganhar maior eficiência nos equipamentos e no processo, o que auxilia na tomada de decisões.

Agora que você já sabe o que é IHM, que tal assinar nossa newsletter? Fique por dentro de nossos conteúdos exclusivos!

Leave A Comment

Send this to a friend