Vida útil de equipamentos da sua empresa – Como aumentar?

A baixa vida útil dos equipamentos causa muitos impactos nas fábricas. Todos os gerentes e gestores de fábricas ou indústrias sabem o quanto uma máquina parada pode interferir na produção e nos processos da empresa. Dependendo do equipamento, isso pode prejudicar (e muito) os lucros do negócio e causar insatisfação nos clientes.

Com o passar do tempo, todas as máquinas sofrem desgastes devido ao seu uso normal. O setor de manutenção industrial é o grande responsável por acompanhar essa degradação dos equipamentos e evitar qualquer tipo de parada nas fábricas. Além disso, a manutenção responde também pela confiabilidade das máquinas e pela vida útil delas na empresa.

Caso você esteja em busca de procedimentos que evitem danos aos aparelhos e ajudem a melhorar o tempo de aproveitamento dos equipamentos, este post é para você! Veja, a seguir, e aprenda como garantir o funcionamento da indústria e maximizar o potencial das máquinas! Boa leitura!

Monitore o desgaste dos equipamentos

Toda empresa que deseja aumentar a vida útil dos equipamentos não pode deixar de acompanhar a degradação que eles sofrem ao longo do tempo. Para garantir que durem mais, é preciso conhecer a situação na qual se encontram e qual é a tendência de desgaste.

Conheça a Solução Completa de Produtividade Industrial OEE

Solução Completa de Produtividade Industrial OEE
  • Apontamento automático da produção.
  • Aumento da produtividade da sua fábrica em até 30%.
  • Resultados a partir de um mês.
  • Instalação em até 7 dias

Existem diversos parâmetros que devem ser monitorados e ajudam os gerentes de manutenção a conhecerem a saúde de todos os equipamentos. Desses parâmetros, podemos destacar:

  • Vibração;
  • Temperatura;
  • Rotação;
  • Fluxo de combustível (em caso de motores);
  • Consumo de eletricidade (no caso de equipamentos elétricos);
  • Consumo de óleo lubrificante.

Obviamente, não é necessário utilizar todos os parâmetros para acompanhar o desgaste de uma máquina. Escolha aqueles que mais atendam às necessidades do seu negócio e permitam acompanhar a saúde do equipamento.

Ao monitorar uma máquina, é possível detectar quando ela está apresentando qualquer sintoma que possa levar a uma falha, permitindo a intervenção antes da quebra. Além disso, consegue-se operar os equipamentos pelo maior tempo possível.

Utilize a tecnologia

Para seguir essa linha de raciocínio, você pode ser muito mais eficiente se utilizar a tecnologia como sua aliada. Existem softwares de gestão de manutenção e soluções para automação que podem ajudá-lo no monitoramento e no acompanhamento dos equipamentos.

As funções incluem coleta de dados em tempo real, criação de relatórios gerenciais, cálculo de indicadores de desempenho  e muito mais. Assim, a tecnologia vai garantir que você consiga coletar, armazenar, analisar e usar os dados sobre os equipamentos para tomar decisões mais inteligentes.

Realize a manutenção preventiva

Essa prática consiste em diversas manutenções realizadas em intervalos previamente determinados, de acordo com o manual do fabricante ou definições internas da gerência de manutenção. As intervenções são programadas, sendo realizadas quando a indústria não está em operação e garantindo que no momento em que os serviços retornem, tudo esteja em pleno funcionamento.

Os principais objetivos da manutenção preventiva são:

  • Reduzir a probabilidade de falhas nos equipamentos;
  • Retardar a degradação das máquinas e aumentar sua vida útil;
  • Evitar perdas de performance prematuras;
  • Reduzir custos.

Além de ser um dos procedimentos de manutenção mais em conta e evitar a quebra das máquinas, ela garante a disponibilidade dos equipamentos e maximiza o seu tempo de vida.

Proporcione treinamento para a equipe de manutenção

Não adianta a empresa ter o melhor programa de manutenção e monitorar constantemente todas as máquinas da indústria se não tiver uma equipe altamente qualificada. É fundamental que os gerentes proporcionem ao time de manutenção treinamentos e cursos de capacitação.

Todos os técnicos e funcionários que trabalham com as máquinas precisam conhecer o seu funcionamento, saber como lidar com as mais diversas situações e cuidar devidamente delas. Por isso, os gerentes jamais podem deixar de investir na qualificação e especialização dos funcionários. Além de garantir mais produtividade para a empresa, isso ajuda a aumentar a vida útil dos equipamentos.

Observe o ambiente de trabalho de cada aparelho

Cada aparelho foi desenhado para trabalhar sob certas condições. Alguns resistem a ambientes agressivos, poeira, água, óleo etc. Outros são mais sensíveis e precisam estar protegidos, por exemplo, do calor ou da chuva.

Especialmente equipamentos que contêm dispositivos eletrônicos podem requerer condições especiais de controle de umidade ou temperatura.

De qualquer maneira, é importante que você leia o manual de instruções de todas as suas máquinas e observe o ambiente de trabalho ideal de cada uma. Sempre que necessário, tome medidas para garantir que elas trabalhem em um ambiente compatível com as especificações.

Use revestimentos para prolongar a vida útil dos equipamentos

Os desgastes são mais evidentes em peças que trabalham diretamente em contato com outras ou que estão empregadas em ambientes agressivos. É o caso, por exemplo, de eixos e rolos que sofrem desgaste por abrasão ou máquinas que são utilizadas em ambientes que contêm agentes corrosivos.

Nessas situações, uma boa solução para retardar o desgaste e prolongar a vida útil dos equipamentos é utilizar revestimentos superficiais. Feitos de materiais como Carboneto de Tungstênio com Cromo e Carboneto de Cromo, eles são aplicados na superfície e criam uma camada de sacrifício.

Por isso, se seus equipamentos estão sofrendo com desgastes, estude a possibilidade de utilizar revestimentos e verifique se o investimento terá um retorno satisfatório.

Dê atenção à limpeza das máquinas

A limpeza industrial tem o objetivo de eliminar resíduos e sujeiras que possam ter se acumulado na máquina com o tempo. Como resultado, você terá uma máquina operando sem a presença de agentes que possam prejudicar seu desempenho e, ainda, mais segura para os trabalhadores.

É importante lembrar que, muitas vezes, a limpeza industrial exige equipamentos apropriados para esse fim e que os resíduos devem ser destinados corretamente, de maneira a não agredir o meio ambiente.

Verifique a necessidade de realizar um balanceamento

Com o tempo de uso, podem surgir variações nas cargas de eixos e rolamentos que geram desbalanceamento. Quando isso acontece, você provavelmente observa vibrações e, até mesmo, fadiga no seu equipamento.

Para evitar isso, o balanceamento pode ser realizado. Com ele, as cargas em todos os rolamentos serão equalizadas, garantindo desgaste uniforme em todas as estruturas do maquinário e maior vida útil para as peças.

Reconheça quando for a hora de substituir um equipamento

Por fim, queremos lembrar que todo equipamento tem uma vida útil determinada. Mesmo com todo cuidado, ele eventualmente precisará ser trocado. Trabalhar com máquinas além da sua vida útil pode gerar queda de produtividade, atrasos e falhas nos processos.

Além disso, a tecnologia evolui, e você e a sua empresa precisam acompanhar as novidades do mercado e manter a produtividade em alta. Faça de tudo para preservar a vida útil dos seus equipamentos, mas também entenda que, eventualmente, o investimento em soluções tecnológicas é necessário e recompensador.

Aprendeu como maximizar o tempo de funcionamento das máquinas da sua empresa? Caso tenha alguma dúvida, não deixe de comentar abaixo! Nossa equipe terá o maior prazer em ajudá-lo!

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais, basta clicar em um dos botões abaixo…

By | 2020-09-07T00:00:02-03:00 31 de março de 2018|Categories: Gestão|Tags: , |0 Comments

Leave A Comment

Send this to a friend