Indicador OEE: o que é como calculá-lo?

Um dos grandes desafios dos gestores na indústria é aumentar a capacidade de produtividade dos equipamentos e equipes. Para atingir esse objetivo, são trabalhados fatores como processos, investimentos em tecnologia e capacitação dos colaboradores. No entanto, o passo inicial é identificar o status atual e o quanto é preciso melhorar, e a melhor forma de obter a resposta é por meio do indicador OEE.

Essa ferramenta tem ajudado muitos gestores a apresentar resultados significativos, pois apenas o que pode ser medido pode ser melhorado.

Neste artigo apresentaremos o significado de OEE, a importância para empresas e como calcular o indicador. Continue a leitura e confira.

O que é realmente o indicador OEE?

OEE é a sigla de Overall Equipment Effectiveness, o que basicamente significaria indicador de performance para medir a eficiência dos equipamentos. A ferramenta foi originalmente utilizada na metodologia TPM (Total Productive Maintenance).

Como o OEE pode ajudar a produzir mais com os mesmos equipamentos? Descubra nesse link.

Por que é importante medir?

A importância do indicador OEE está diretamente ligada à possibilidade da obtenção de dados sobre a capacidade produtiva da empresa. Ou seja, por meio dele é possível verificar o quão eficaz estão sendo recursos como maquinário, matéria-prima e mão de obra.

Além disso, calcular esse indicador significa poder responder três perguntas essenciais sobre o departamento produtivo.

  1. Qual a frequência da disponibilidade dos meus equipamentos?
  2. Qual a minha velocidade de produção?
  3. Qual é o número de produtos que foram produzidos e não geraram refugos?

Responder a essas questões dará ao gestor uma visão do panorama da sua operação, independentemente do tipo de negócio. Isso faz com que o indicador seja uma das maneiras mais eficientes do mercado para fins de análise do desempenho.

Veja também o post: Indicadores de desempenho: o que eles dizem sobre sua operação?

Como calcular o indicador OEE?

O indicador OEE é percentual e é calculado multiplicando a disponibilidade, performance e qualidade. Entenda cada um abaixo:

Disponibilidade

Esse indicador é afetado por variadas situações que podem pausar a linha de produção, causando impacto na disponibilidade dos equipamentos. Entre os principais eventos que afetam a disponibilidade estão:

  • falta de matéria-prima;
  • quebra do equipamento;
  • manutenção.

Assim, o cálculo disponibilidade deve ser feito subtraindo o tempo programado do tempo disponível para produção.

Performance

A performance está ligada a capacidade máxima de produção da empresa. É representada pela porcentagem da velocidade produtiva em comparação com a velocidade nominal.

O indicador de performance deve ser calculado entre o tempo programado de produção, o tempo disponível e o tempo que deveria ser gasto para produzir determinado número de itens.

Qualidade

A qualidade acontece quando as peças produzidas estão dentro dos parâmetros estabelecidos pelo Departamento de Engenharia da Empresa. Os materiais que não estão em conformidade com esses parâmetros são considerados como refugos.

O cálculo da qualidade é feito entre todos os itens produzidos dividido pela quantidade de refugos.

No final, com os números dos três indicadores, já é possível efetuar o cálculo por meio da fórmula: OEE = disponibilidade x performance x qualidade.

Para que o indicador OEE seja calculado corretamente, é preciso um trabalho contínuo de acompanhamento e análise dos três indicadores. Não é possível ser preciso se os dados forem coletados de forma aleatória. Considere as vantagens e os passos apresentados no artigo e utilize essa ferramenta para melhorar o desempenho de produção de sua empresa.

Gostou do artigo? Então que tal agora conhecer ainda mais sobre a produtividade OEE?

 

By | 2017-12-30T13:36:58+00:00 25 de novembro de 2017|Categories: Indústria 4.0|Tags: , , , , |0 Comments

Leave A Comment

Send this to a friend