Tipos de manutenção na indústria

Já foi o tempo em que fazer a supervisão industrial deixou de ser apenas uma atividade de apoio para o empreendedor. Hoje, mais do que nunca, tornou-se parte da estratégia de gestão e custos de uma empresa, e os tipos de manutenção devem ser observados conforme cada caso.

Como o mercado consumidor está cada vez mais competitivo, você precisa acompanhar essa tendência e oferecer produtos e serviços com muita qualidade. Entretanto, isso não será possível caso as suas máquinas não estejam operacionais e cumprindo suas funções com eficiência.

Toda máquina e equipamento sofrem diversos desgastes ao longo do tempo. A manutenção é a atividade capaz de restaurá-las para garantir as operações do negócio. Por isso, no nosso post de hoje, você vai aprender um pouco mais sobre os tipos de manutenções e quais suas vantagens. Confira a seguir!

Objetivos da manutenção

Mesmo que se diferenciem em seus aspectos, os diferentes tipos de manutenção têm alguns pontos similares. Por exemplo:

  • garantir a segurança do maquinário operacional e também dos funcionários da empresa;

  • reduzir o número de acidentes;

  • aumentar a produtividade;

  • melhoria no cumprimento dos prazos;

  • resguardar a disponibilidade de equipamentos com qualidade nos serviços;

  • reparar eficiências perdidas, de modo que proporcione o menor custo de produção.

Independentemente do tipo e do porte de sua gestão, é muito importante que esses procedimentos aconteçam de acordo com o seu planejamento, a fim de evitar problemas e situações que atrapalham seu desempenho.

Os tipos de manutenção

Pela diferenciação quanto à natureza das atividades, que também podem ser ou não planejadas, podemos definir os seguintes tipos de manutenção:

Manutenção Preventiva

Dos tipos existentes, a manutenção preventiva se destaca por manter os níveis das máquinas. Para isso, intervenções periódicas são programadas para que ocorra a redução do desgaste dos equipamentos.

Ela combina os métodos baseados no tempo e nas condições para proporcionar a funcionalidade do equipamento. Após isso, com as intervenções, a manutenção preventiva consegue manter o desempenho dos materiais estruturais, prevenindo a fadiga, corrosão e outras formas de desgastes.

Uma característica desse tipo de manutenção é que a inspeção ou intervenção nas máquinas se faz periodicamente, mesmo que ela não apresente problemas inicialmente.

Manutenção de parada

É também conhecida como prevenção de manutenção ou manutenção por melhoria. Nesse caso, ocorrem paradas dos equipamentos com foco em fazer com que eles atinjam o estado de novo.

Dessa forma, são realizados revisões e reparos em todos os componentes para assegurar, com alta probabilidade, um melhor desempenho do equipamento por muito tempo.

Manutenção corretiva

A característica desse tipo de manutenção é a atividade voltada para corrigir defeitos encontrados em variados equipamentos. Inicia-se quando usuários ou operadores das máquinas relatam defeitos e comunicam ao departamento competente. Por sua vez, a equipe responsável providencia o suporte especializado para corrigir o devido problema.

Esse tipo de manutenção pode ser aplicada, mas é aquela que mais causa danos em sua produção. Isso acontece porque, na maioria dos casos, ela ocorre repentinamente e atrapalha a continuidade de suas atividades. Em uma situação com um prazo apertado, sua incidência pode atrasar a entrega e fazer com que seu cliente fique insatisfeito.

Desse modo, você deve contar com profissionais competentes e prontos para propor soluções rápidas e eficientes para os problemas identificados na manutenção corretiva.  

Manutenção de quebra

A manutenção de quebra ocorre quando não existe o planejamento de atividades. Ou seja, o equipamento operará até que se quebre para que aconteça o conserto.

Esse tipo de manutenção se aplica no momento em que as falhas não afetam significativamente a produção, operação ou que não ocasionam alguma perda financeira. Desse modo, utilize-a apenas em situações restritas e em que seja possível desprezar esses problemas.

Manutenção baseada no tempo

A inspeção feita pela manutenção baseada no tempo é visual, de lubrificação, limpeza do maquinário e troca de peças para prevenir possíveis falhas ou problemas de processo. Normalmente, esse tipo não precisa de especialização, podendo ser feito pelos próprios operadores por meio de um básico treinamento.

Manutenção baseada nas condições

Como o nome diz, essa manutenção baseia-se nas condições reais dos equipamentos. Ela coleta e reporta informações de acordo com os valores conhecidos das máquinas. Por exemplo, a coleta de temperatura por meio da termografia, análise de vibrações com acelerômetros e a qualidade do óleo em laboratórios.

Assim, com o monitoramento, é possível intervir nos equipamentos para corrigir falhas antes mesmo que eles quebrem. No entanto, esse tipo de manutenção exige conhecimentos avançados e normalmente é terceirizado. 

Os critérios de manutenção

Como dito anteriormente, as manutenções são essenciais para melhorar a eficiência dos equipamentos, sendo aplicadas em várias situações. A manutenção normal é aquela que faz parte de todos os tipos de indústrias. Elas já são esperadas, pois as ferramentas industriais se desgastam com o passa do tempo e seu funcionamento.

As manutenções críticas ocorrem quando um aparelho para de funcionar e coloca em risco uma parte de sua linha de produção. Porém, ao tomar medidas rápidas, é possível reduzir suas consequências.

Já as manutenções emergenciais afetam toda a sua indústria e precisam ser realizadas o quanto antes. Todos os seus esforços devem ser voltados para essas situações.

O tipo de manutenção ideal

Após conhecer esses conceitos, você deve estar se perguntando qual deles é o melhor, não é mesmo? Esse questionamento é muito comum e pode deixar um gerente de manutenção com muitas dúvidas.

Por mais que a sua gestão esteja bem capacitada, imprevistos e problemas podem acontecer. Desse modo, é muito importante estar preparado para solucioná-los com eficiência. Nessas horas, todos os tipos de manutenção são essenciais para garantir a performance de sua produção, até mesmo a corretiva.

Entretanto, você deve ficar muito atento para criar um planejamento que mescla todos os tipos de manutenções, visando manter o funcionamento de suas atividades. Assim, você troca peças e máquinas antes que elas parem de funcionar e coloquem em risco sua gestão.

Infelizmente, é possível evitar 100% de falhas e incidentes em sua indústria, mas ao tomar esse tipo de atitude, você tem mais segurança em sua rotina de trabalho e consegue melhorar a eficiência dos equipamentos.

Desde o começo da era industrial, as manutenções fazem parte da rotina de trabalho de seus funcionários. Com o passar dos anos, novas estratégias e tecnologias foram criadas e aprimoraram a prestação de serviço desse setor.

Conhecendo os tipos de manutenção, você está preparado para criar um planejamento e um plano de ação, a fim de superar os obstáculos em sua gestão. Adotando soluções eficientes e certeiras, você tem mais facilidade em reduzir os custos da empresa e manter todas as máquinas em funcionamento.

E aí, gostou do post sobre os tipos de manutenção na indústria? Agora, saiba o que os indicadores de desempenho dizem sobre a sua empresa!

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais, basta clicar em um dos botões abaixo…

2 Comments

  1. Fernando Marques 14 de novembro de 2017 at 17:15 - Reply

    Gostaria de receber em pdf muito Bom essas informações sobre manutenção

    • admin 14 de novembro de 2017 at 20:12 - Reply

      Boa tarde Fernando.
      Obrigado por prestigiar nosso trabalho. No momento não temos pdf especificamente para essa pauta. Em breve estaremos disponibilizando o e-book sobre OEE.
      Em avanço vou te enviar um pdf sobre indústria 4.0.

Leave A Comment

Send this to a friend