Sistemas Supervisórios: o que são?

Quando você visita as instalações de uma indústria pode perceber, mesmo junto às máquinas mais pesadas e aparentemente rústicas, um pequeno painel como a tela de um computador. Nele estão sendo apresentados gráficos e tabelas com dados referentes aos trabalhos realizados por aquelas máquinas.

Os processos de produção industrial precisam ser acompanhados e controlados nas suas variáveis mais críticas. Assim, surgiram os sistemas supervisórios, capazes de obter esses dados através de CLPs (Controladores Lógicos Programáveis), acompanhá-los e, mais recentemente, tomar medidas decisórias sob determinadas circunstâncias.

Acompanhe este post e conheça os sistemas supervisórios e as vantagens que eles oferecem.

O que são sistemas supervisórios?

Na sua concepção mais simples, são programas que mostram dados  capturados por sensores específicos de informações sobre o andamento de um determinado processo industrial ou de uma instalação física. Após sua obtenção, esses dados são analisados, processados e armazenados em um banco de dados.

Essas informações referentes a determinadas variáveis importantes para o processo, após processadas são mostradas em tempo real em uma tela. Dessa forma, o sistema permite conhecer o andamento do processo e a tomada de decisão quando for necessário intervir.

Os sistemas supervisórios são conhecidos como sistemas SCADA (Supervisory Control and Data Aquisition), ou Controle Supervisório e Aquisição de Dados. Modernamente, vão muito além da operação do processo, tornando-se multifuncionais a partir de sua integração com outros sistemas.

Quais as vantagens de sua utilização?

As vantagens da utilização dos sistemas supervisórios são múltiplas e imprescindíveis na produção industrial moderna. As principais podem ser assim listadas:

1. Análise de tendências

Após processar e construir uma série histórica de dados, é possível realizar uma análise de tendências que permita tomar decisões proativas durante o processo. Com isso orienta-se para uma maximização da produção naquela planta.

2. Maior disponibilidade da planta

Com as informações obtidas em tempo real é possível identificar incorreções ou falhas no processo, corrigi-las e manter a planta em produção com otimização do tempo, evitando paradas.

3. Utilização de alarmes

O sistema supervisório sinaliza em tempo real a ocorrência de alguma falha no processo e mantém registro dessa ocorrência no seu banco de dados para futuras consultas.

4. Geração de relatórios e gráficos

As tendências analisadas com base nos dados obtidos, assim como as situações de alarme podem ser apresentadas para o usuário na forma de relatórios e de gráficos.

5. Intervenção remota

O sistema permite operar remotamente intervindo no processo a partir de qualquer lugar.

Quais os benefícios para a empresa?

Os benefícios da utilização dos sistemas supervisórios resultam de suas próprias características apresentadas como vantagens do sistema. Assim, podem ser considerados:

  • os produtos têm melhor qualidade;
  • os custos são reduzidos;
  • a produção é otimizada;
  • a solução de problemas pode se dar remotamente;
  • a automação do controle é viabilizada.

O que há disponível no mercado?

Atualmente o mercado disponibiliza diversos sistemas SCADA, dentre os quais se destacam:

  • Elipse (Elipse Software);
  • FactoryTalk View SE (Rockwell Automation);
  • iFIX (General Electric);
  • InduSoft Web Studio (InduSoft);
  • ProcessView (SMAR);
  • ScadaBR (código aberto, MCA Sistemas);
  • SIMATIC Wincc (Siemens);
  • Vijeo Citect (Schneider Electric);
  • Wondeware inTouch (Invensys).

Você pode saber mais sobre sistemas supervisórios e a comparação com IHMs, neste outro artigo do Blog.

Este post foi útil para você? Saiba muito mais acompanhando nossas páginas no Facebook, no Twitter, no Linkedin e no Instagram.

Gostou do post? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais, basta clicar em um dos botões abaixo…

By | 2018-03-10T11:58:56+00:00 5 de abril de 2017|Categories: Automação industrial|Tags: , , , , , , |2 Comments

2 Comments

  1. Atilio 1 de dezembro de 2017 at 11:52 - Reply

    Muito Bom!. Vou usar como referência para futuras pesquisas 🙂

    • admin 11 de dezembro de 2017 at 20:23 - Reply

      Olá Atilio, obrigado por prestigiar nossos artigos.

Leave A Comment

Send this to a friend